Entre 20 equipas
Clubefashion desfila em grande estilo

Por: Rodrigo Cordoeiro

Confesso: hoje de manhã perdi os dois transfers do Hotel Marina Atlântico, na marginal de Ponta Delgada, para o Batalha Golf Course, onde se realizava o primeiro de dois dias de prova da Final Nacional Açores 2016 do Expresso BPI Golf Cup. Felizmente ao pequeno-almoço encontrei António Zilhão, o capitão de uma das empresas participantes, a Clubefashion, o maior site de ecommerce de moda nacional.

Simpaticamente, o António e os três Franciscos da sua equipa, o Pinto Barbosa, o Sousa Coutinho e o Sottomayor, que optaram pela independência de um carro alugado, logo se prontificaram a dar-me boleia para o campo, mesmo que para isso tenham feito um compasso de espera para que eu tivesse tempo de me preparar. É desagradável começar o dia com pressas. 

Sendo as equipas de quatro, ainda temi que com três atrás no carro houvesse algum aperto, mas tratava-se de um SUV e espaço era o que não faltava. Notei da parte deles uma grande serenidade, sem qualquer cerrar de dentes. Era como se fossem para uma partida de amigos e que, por isso mesmo, não merece grande relevância de antemão, senão conversa de circunstância. 

Mas a verdade é que iam para um dos mais ambicionados torneios do calendário do golfe amador nacional e o maior evento desportivo corporate do país (também conhecido como Campeonato Nacional de Empresas), englobando as últimas 20 equipas de um total de 350 iniciais (o que dá 1400 jogadores), oriundas de oito regiões distintas. 

Bom, talvez tenha sido essa mesma descontração o segredo do sucesso, porque são eles os líderes aos 18 buracos. 

As duas voltas da Final Nacional jogam-se, como sempre, na modalidade de texas scramble modificado, mas em medal (por pancadas) e não em stableford (por pontos), contando para o agregado colectivo a soma dos dois resultados diários de cada par. 

António Zilhão/Francisco Pinto Barbosa fizeram 65 pancadas, 7 abaixo do par-72, e Francisco Sottomayor e Francisco Sousa Coutinho 67, para um total de 132 (-12), o que dá ao Clubefashion, de Lisboa, a liderança com três pancadas de vantagem sobre a Segafredo Zanetti, do Douro, e o Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel, do Centro, ambos com 135. 

A Segafredo Zanetti é composta pelos mesmos elementos que o ano passado foram campeões nacionais pela The Glenlivet: José Miguel Rolim/Victor Hugo Silva (65) e Eduardo Lima/Luís Coelho da Silva (70). E o Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel, do Centro conta com Carlos Tinoco/João Andrade, autores da melhor volta net com 64; e com Bruno Melo/Leonel Seixas (71). 

Esta Final Nacional não é a última etapa do circuito, serve apenas para apurar as três melhores equipas para a Finalíssima, marcada para o início de Dezembro no Vidago Palace Golf Course, perto de Chaves, e provisoriamente são estas três que estão apuradas, sendo que nada está definido para amanhã. 

A Starwash (Lisboa) é quarta classificada com 139, seguida JJ & RR (Lisboa) e da Clínica Médico-Dentária do Arrabalde (Douro), com 141. A Allianz (Lisboa), com a mesmo formação que foi campeã nacional em 2012, e o BPI (Alentejo) somam 143. O top-10 fica completo com Quinta da Marka (Açores) e Laboratório de Patologia Clínica Professor Parreira (Algarve), com 144.

IMG_0643_exp_002Pedro Soares Franco e José Maria Castelo Branco, da Starwash /  © Filipe Guerra

IMG_1174_exp_003Mário Nuno Coelho e Ricardo Oliveira, da Viagens Abreu, o par mais forte em prova, com dois antigos campeões nacionais amadores jogando com 1 de handicap, tiveram um dia desinspirado de 73 net /  © Filipe Guerra